terça-feira, 24 de maio de 2011

Testemunho de Esposa, Dna Roberta kelly Parte I



Essa semana eu vou posta testemunho e Experiência de uma grande mulher de Deus, hoje pela manhã eu vim um recado da Dna Roberta, me autorizando à colocar o testemunho dela, eu fiquei tão feliz e quero compartilha com vocês॥

Nasci praticamente na IURD, isso mesmo!!! Minha irmã foi o motivo da minha mãe ir até a IURD, ela sofria com asma, e pela rádio (essa época ainda morávamos no Rio de Janeiro), ouvindo um testemunho minha mãe resolveu ir até lá, onde através da fé minha irmã foi curada. Em seguida minha mãe lutou por meu pai, e carregou todo mundo pra IURD!
Voltamos todos para Porto Trombetas (cidade projeto ao oeste do Pará), onde nasci, meus pais voltaram à trabalho. Como lá não tinha IURD, viajávamos 12h de barco até Santarém para assistirmos as reuniões, e alguns anos mais tarde depois de muita perseverança, meu pai abriu um núcleo em casa, nessa época ele já era obreiro.

Eu cresci na IURD, quando digo na igreja, digo no núcleo feito por meu pai, ele sempre evangelizava, fazia visitas, até concentrações na cidade, recebíamos vez ou outra a visita de pastores que se hospedavam em nossa casa, meu pai viajava as mesmas 12 horas algumas vezes no mês, sempre voltava renovado com as direções recebidas, com mais força e ânimo pro trabalho.
E eu? Cresci com muita raiva disso, acreditem!!! Tive problemas espirituais na minha infância, mas meus pais sempre lutaram muito pela minha libertação. Algumas vezes eu ajudava minha mãe com as crianças, ela cuidava de muitas! Mas com 12 anos lembro-me de abraçar meu pai e pedir que não viajasse mais, que não fizesse mais o núcleo, ele não tinha tempo pra família e isso me irritava! Eu sempre lhe fazia cobranças. Ele trabalhava o dia todo, e quando chegava dava sua vida pelas almas daquela cidade. Dali saiu seus frutos: membros, obreiros, alguns estão até em outras cidades.
E eu, não tinha o mesmo amor, não tinha a mesma fé que ele e minha mãe, e nunca entendia porque faziam aquilo. Quando completei 14 anos fomos morar em Belém, e lá estava minha mãe nos arrastando pra IURD (Presidente Vargas), às vezes ela dizia pra alguma obreira orar na minha cabeça e eu ficava com muita vergonha, às vezes com raiva.

Lembro-me como se fosse hoje quando sai na porta da IURD e uma jovem falou: Ei, você jovem! Quer participar do grupo jovem? Ela me deu um endereço, e meu pai me prometeu que no sábado me levaria (eu ainda não sabia andar em Belém). O sábado chegou e lá estava eu, meu pai disse que era a última tentativa dele ao meu respeito, logo na entrada da IURD do Umarizal uma obreira nos recebeu, a obreira Marília, ela se responsabilizou por mim, meu pai voltaria no final pra me buscar.
Continua...... Roberta Kelly

5 comentários:

Sabrina Sberse disse...

Querida,
que lindo e abençoado seu blog!
Virei seguidora!
Deus abençoe infinitamente mais!
Que estejas sempre aos pés do Senhor Jesus, ou seja: no lugar mais alto do mundo!
Convido a conhecer nosso blog
www.jovembento.blogspot.com
abraço!

Obr, Ana carla cardoso disse...

Obridaga... pelo cariinho

Gisele Lopes disse...

Puxa que história, que exemplo desse pai, um verdadeiro servo, abriu mão da própria família para ganhar almas, hoje é pai na fé de muitas pessoas. Muito forte!!! Deus abençoe Roberta!
bjo Carla!

Obr, Ana carla cardoso disse...

Obrigada Dn Gi

Mulher de fe disse...

Muito forte esse testemunho!

 

Mulher de Fé Nada Teme Copyright © 2012 Design by Ipietoon Blogger Template