quinta-feira, 21 de abril de 2011

Testemunho da Esposa de Pastor, Dona Gisele parte II

[SANY9177.JPG]E foi assim que eu cheguei a igreja Universal aos 16 anos de idade. Sem paz, sem vida, sem amor, sem esperança de um amanhã, sem Deus. Então me lancei nas mãos de Deus, a minha maneira, ou seja, achava que tudo era lindo, que tudo era amor. Deus me libertou de tudo, já não tinha nenhum daqueles problemas que me fazia sofrer, participava das correntes de libertação e Deus me limpou de todos os males. Mas ainda não tinha o Espírito Santo, ainda não tinha nascido de Deus. O diabo logo tratou de agir na minha vida sentimental, um amigo que gostava de mim, acabou se tornando meu namorado, eu achava que não tinha problemas, levava ele na igreja, ele ia por minha causa e eu achava que estava tudo bem. O diabo é astuto, naquela época me sentia muito carente, adolescente sabe como é, então eu me envolvi nesse namoro, mas o que me atrapalhou não foi só isso, foi também as amizades, chegava da igreja e corria pra rua, pra conversar com os amigos, e aquelas conversas esvaziavam minha mente, minha mãe me aconselhava, mas eu não dava ouvidos, achava que não tinha nada ver. Acabei me afastando de Deus. Até ia na igreja mas sem vontade, pois estava preocupada apenas com a minha vida. Senti o gostinho do mundo, que o diabo faz ser doce só para enganar os jovens, me encantei com o brilho dele, que só me trazia trevas. Já não queria mais ir pra igreja, tinha vergonha, o que iam pensar de mim. Minhas roupas eram indecentes.
Mudei completamente. Fiquei pior do que antes. Briguei feio com meu pai, ele não aceitava o meu namoro, mas eu insisti e ele acabou cedendo. Só pensava em mim, não pensava em ninguém. Não era carinhosa com minha mãe, desprezava minha irmã e tinha raiva do meu pai. Mas Deus usou a minha mãe, como ela sofreu por minha causa, para me levar pra igreja, ela me obrigava. Nessa época eu estava com 17 anos. Eu comecei a voltar, ia domingo, quarta, sexta. Não foi fácil voltar, na sexta eu tinha medo de manifestar, queria fugir dali, sair correndo. No domingo as vezes só em ouvir um louvor eu chorava...

 Mas estava muito fraca. Então Deus mais uma vez segurou em minha mãos, aos poucos voltei ao grupo jovem. As obreiras me ajudaram demais, foram usadas por Deus. Comecei a me abrir com elas e elas iam me fortalecendo com palavras. Algo em mim começou a mudar. Eu queria voltar. Então comecei a buscar novamente. Um dia em casa eu falei com Deus que eu queria voltar a sua presença, naquela hora eu chorei muito e me senti acolhida por Deus.

E por tendas pôs trevas ao redor de si, ajuntamento de águas, espessas nuvens do céu. Pelo resplendor da sua presença acenderam-se brasas de fogo.Do céu trovejou o Senhor, o Altíssimo fez soar a sua vóz.
( 2 Samuel 22.12,13,14)

Confira a parte Final da transformação plena e total!!

2 comentários:

Multiplicando Talentos disse...

Oi Ana, nossa teve que dividir em três partes, rsrs ficou bacana! Se eu fosse contar todos os detalhes da post pra um mês... Vou mandar mais uma foto pra vc, bjão!

Obr, Ana carla cardoso disse...

tah ligadooo
na Fé

 

Mulher de Fé Nada Teme Copyright © 2012 Design by Ipietoon Blogger Template